(11) 2892-5437 / (11) 93015-9975 / (11) 95029-4944          contato@mallmannengenharia.com

A pandemia alterou todos os cenários das nossas vidas e, de uma hora para outra, nossas casas se tornaram ambientes de trabalho, salas de aula, academia e locais de lazer.

Nada mais natural, afinal, a necessidade de isolamento é importante para evitar a disseminação do coronavírus.

Mas sob o aspecto arquitetônico, como ficam os ambientes domésticos diante destas novas necessidades? Pois, este novo cenário estimulou o surgimento de novas tendências na arquitetura porque tivemos que adotar novos hábitos e adequar nosso cotidiano às novas tarefas que surgiram.

A seguir, você conhecerá algumas tendências que surgiram impulsionadas por estas novas necessidades:

·         Automação residencial: os equipamentos de automação residencial são uma tendência bastante ‘forte’ atualmente. Sistemas de segurança com avançada tecnologia, produtos que automatizam tarefas domésticas e geram mais conforto, praticidade e bem estar aos usuários estão incluídos neste quesito.

·         Ambientes integrados: a necessidade de integrar os ambientes domésticos para as variadas atividades fez com que os cômodos adquirissem novos conceitos de distribuição: um quarto também pode ser escritório e academia; um canto da cozinha pode ser um home office e assim por diante. O conceito de integração dos ambientes, que já era uma tendência, foi muito estimulado pela pandemia. Layouts integrados, sem divisões, oferecem mais conforto, melhoram a circulação e ampliam a sensação de liberdade tão necessária em tempos de reclusão.

·         Cozinha – Um ambiente essencial: hoje passamos mais tempo em nossas cozinhas e, por isso, este cômodo se tornou ainda mais importante. A cozinha ganhou um novo conceito e cozinhar se tornou uma atividade que agrega mais os moradores, estimula conversas e trocas, por isso, a decoração deste espaço deve ser acolhedora e, sobretudo, simples e organizada.

·         Cenários de lazer: O isolamento também impediu que nos movimentássemos em busca de atividades de lazer e tivemos que criar cenários lúdicos e leves para crianças, idosos, animais de estimação… Para isso a adoção de almofadas, tapetes e outros itens que favorecem o conforto, o descanso ou a prática de atividades como leitura, exercícios físicos (etc.) foram incluídos, de forma mais intensa, na decoração.

·         O verde invadiu os ambientes: Levar a natureza para os ambientes domésticos sempre foi uma tendência, só que a pandemia também favoreceu este aspecto. O cultivo de hortas, jardins verticais e a inclusão de plantas ornamentais são aspectos que têm sido muito solicitados pelos consumidores.

·         Escritório ou home Office: talvez a palavra home office seja a mais ‘falada’ nestes tempos de pandemia e com toda razão, afinal, tivemos que levar nossas atividades profissionais para dentro de nossas casas. E isso também obrigou o ambiente doméstico a uma renovação que se tornará mais que tendência. Para se ter uma ideia, várias empresas já decidiram manter seus funcionários trabalhando em casa após a pandemia… Por isso, os projetos arquitetônicos da pós pandemia também incluirão os escritórios nos ambientes domésticos da pós-pandemia.

Leia também: https://mallmannengenharia.com/reformar-e-o-novo-normal/

Visite o nosso Instagram : https://www.instagram.com/p/CPEb55tJlM7/?utm_source=ig_web_copy_link