(11) 2892-5437 / (11) 93015-9975 / (11) 95029-4944          contato@mallmannengenharia.com

Dia 26 de julho comemora-se o dia dos avós, uma data que merece realmente ser celebrada. Isso porque além de todo o carinho representado por estas pessoas tão especiais, há um dado relevante: o mundo está envelhecendo e haverá cada vez mais idosos no planeta.

No Brasil, por exemplo, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2030, a população dos chamados 60+ (pessoas acima dos 60 anos) será maior do que a de pessoas na faixa etária entre 0 e 14 anos.

Pois este aumento da expectativa de vida também ‘obriga’ os variados setores a pensarem nas pessoas mais velhas quando lançam produtos e serviços, e o setor imobiliário também está consciente dessa necessidade.

Atualmente, os novos empreendimentos têm sido planejados de forma a incluir, com toda comodidade e segurança, os maduros e maduras.

Seguindo essa linha, aspectos como pisos antiderrapantes nos espaços coletivos descobertos e mesmo no interior de certos ambientes residenciais ou corporativos têm sido cada vez mais comuns.

Elevadores com portas mais largas, que permitam a entrada de pessoas que utilizam andadores ou cadeiras de rodas; barras de segurança nos banheiros e corredores, preferência por rampas com corrimãos ao invés de escadas, sempre que possível, estas são apenas algumas das mudanças que o setor imobiliário tem realizado para que os novos projetos atendam aos idosos.

Já o setor financeiro, responsável por oferecer créditos e financiamento aos cidadãos que querem comprar ou investir em imóveis, também tem procurado se adaptar e tem oferecido possibilidades de crédito/financiamento diferenciado aos idosos.

Desde 2010, por exemplo, através da resolução CNSP nº 205 feita pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados) determinou-se que “as empresas não podem recusar cobertura de seguro a clientes, cuja a idade, somada ao prazo de financiamento, seja de até 80 anos e seis meses”. Outra modificação se relaciona ao seguro, pois este passou a ter o mesmo prazo de validade do empréstimo.

Entre as explicações para esta modificação estão justamente o aumento de expectativa de vida dos brasileiros e a própria política atual que visa favorecer o crédito habitacional para todos os brasileiros, independente de suas respectivas idades.

Contudo, uma informação que deve ser ressaltada é que ainda que tenha ocorrido a elevação do limite de idade, o cálculo sobre as taxas do seguro permanece: assim, quanto mais idoso for o comprador, mais altos serão os valores das taxas que recaem sobre as parcelas financiadas.

Funciona da seguinte forma: se você está com 60 anos, pode fazer um empréstimo de até 20 anos (e alguns meses) caso queira comprar um imóvel. Em relação ao prazo para quitar o financiamento, este pode chegar a 30 anos (na maioria dos bancos) e o financiamento habitacional nos bancos Caixa Econômica Federal e Santander, por exemplo, permite um financiamento de até 35 anos (ou 420 meses).

Para saber quais são as condições de cada instituição financeira, sugerimos que você entre em contato com os respectivos canais de atendimento informados pelos bancos em suas plataformas digitais.

No mais, a Mallmann deseja a todos os avós, muita saúde, dias agradáveis ao lado dos familiares e que vocês possam viver de forma segura e confortável sempre.

Leia também: https://mallmannengenharia.com/reformar-e-o-novo-normal/

Visite o nosso Instagram : https://www.instagram.com/p/CPEb55tJlM7/?utm_source=ig_web_copy_link